Ilhabela: com 19 praias impróprias, moradores e turistas realizarão protesto | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Geral
Praia do Perequê, dentre as 19 poluídas, segundo relatório da Cetesb
Praia do Perequê, dentre as 19 poluídas, segundo relatório da Cetesb Foto: Reginaldo Pupo

Ilhabela: com 19 praias impróprias, moradores e turistas realizarão protesto

A prefeitura de Ilhabela emitiu nota atribuindo a poluição das praias às chuvas que atingiram a cidade nos últimos dias


01 de fevereiro de 2019 às 09:58
Por Reginaldo Pupo

Moradores e turistas que frequentam Ilhabela realizarão no início da noite deste sábado, 2, uma manifestação na praia de Itaquanduba para protestar contra autoridades governamentais em decorrência das praias poluídas no arquipélago, um dos destinos mais badalados e procurados da América do Sul. O ato será às 18h30.


Na quarta-feira, 30, boletim da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) qualificou todas as 19 praias analisadas pelo órgão como impróprias para o banho de mar. Situação semelhante ocorreu há quase um mês, quando 18 das 19 praias analisadas tiveram bandeiras vermelhas.


As praias poluídas estão localizadas de frente para o Canal de São Sebastião, em uma área mais urbanizada da ilha. Já praias situadas mais ao norte, ao sul e voltadas para o mar aberto e que não são analisadas pela companhia, estão próprias para o banho, como Castelhanos e Bonete, duas das mais conhecidas.


Durante o protesto deste sábado, os moradores e turistas irão colher assinaturas para um abaixo-assinado, que já circula na internet, no qual pedem providências aos órgãos governamentais providências para reverter o quadro.


“Ilhabela é um destino turístico muito caro. Pousada é cara, restaurante é caro, balsa é cara e ainda nem podemos tomar banho de mar, por estar cheio de fezes humanas?”, reclama a veranista Ana Cláudia Pacheco de Morais, que possui casa na ilha.


Chuvas

Com base em informações da Cetesb, a prefeitura de Ilhabela emitiu nota atribuindo a poluição das praias às chuvas que atingiram a cidade nos últimos dias.  Segundo a administração, no último dia 25, foi registrado um acumulado superior a 100 mm de chuva.


A água da chuva eleva os níveis dos rios, cursos d´agua e galerias pluviais, e transporta para o mar esgoto lançado clandestinamente nesses sistemas. A cidade conta com apenas 50% de coleta de esgoto. Ainda assim, ele passa apenas pelo primeiro de três processos de tratamento. “Para a prefeitura, é mais do que evidente que ocorreu o fenômeno da poluição difusa, provocada, inclusive, pelo transbordamento de fossas mal cuidadas (sic), entre outros”, diz a nota.


“Força tarefa”

A prefeitura diz que criou uma espécie de “força tarefa”, envolvendo órgãos como a Polícia Ambiental, Polícia Militar, secretarias municipais e Defesa Civil para combater o lançamento clandestino de fossa e esgoto que possam chegar ao mar, rios e cachoeiras, e assim tentar conter a poluição nas praias de Ilhabela. Os lançamentos clandestinos serão notificados às autoridades estaduais como Ministério Público e Cetesb.


Segundo a prefeitura, a comissão vai fiscalizar, monitorar e tomar todas as medidas legais para coibir lançamentos clandestinos de esgotos, principalmente em localidades onde não exista ainda sistema público de coleta e tratamento, locais onde o tratamento e disposição dos esgotos de acordo com a lei são de responsabilidade dos proprietários de imóveis residenciais e comerciais.

 

Últimas Notícias

Os melhores do litoral

Confira algumas das melhores dicas de todo o litoral