Dersa entrega lancha e secretário anuncia oitava balsa na travessia São Sebastião/Ilhabela | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Geral
A lancha  SL-02, que passará a operar na travessia de pedestres entre São Sebastião e Ilhabela a partir de sábado, 19
A lancha SL-02, que passará a operar na travessia de pedestres entre São Sebastião e Ilhabela a partir de sábado, 19 Foto: Reginaldo Pupo

Dersa entrega lancha e secretário anuncia oitava balsa na travessia São Sebastião/Ilhabela

O percurso será feito em quatro minutos e o serviço será gratuito nos próximos meses


17 de janeiro de 2019 às 15:21
Por Reginaldo Pupo
A lancha  SL-02, que passará a operar na travessia de pedestres entre São Sebastião e Ilhabela a partir de sábado, 19
A lancha SL-02, que passará a operar na travessia de pedestres entre São Sebastião e Ilhabela a partir de sábado, 19 Foto: Reginaldo Pupo

Foto: Reginaldo Pupo

Foto: Reginaldo Pupo

O prefeito de Ilhabela, Márcio Tenório; o secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano; e o prefeito de São Sebastião, Felipe Augusto
O prefeito de Ilhabela, Márcio Tenório; o secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano; e o prefeito de São Sebastião, Felipe Augusto Foto: Reginaldo Pupo


A Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A) realizou na tarde desta quarta-feira, 16, a entrega de uma das duas lanchas que irão realizar a travessia de pedestres entre São Sebastião e Ilhabela. A embarcação, modelo catamarã, que tem capacidade para transportar até 370 passageiros, sendo 204 deles em pé e dois cadeirantes, deverá entrar em operação a partir desse sábado, 19.


A embarcação, batizada de LS-02, tem poltronas semelhantes a ônibus urbano, ar condicionado, janelas envidraçadas com vista para o mar e um bicicletário com capacidade para 50 bikes. A travessia é feita em quatro minutos, ante 15 a 20 minutos normalmente feitos pelas balsas. Ela não é nova, sua reforma e modernização custaram R$ 3,6 milhões.


Segundo a Dersa, nos próximos quatro meses, o serviço será gratuito. Após este período, ao contrário das balsas, uma tarifa poderá ser cobrada. Mas uma avaliação será feita com os prefeitos Felipe Augusto, de São Sebastião e Márcio Tenório, de Ilhabela, para que seja implantada uma política de proteção aos moradores das duas cidades e a cobrança seria feita apenas aos turistas.


O outro catamarã a compor a nova travessia de pedestres é o LS-04, também com capacidade para 370 passageiros. A lancha teve 50% da reforma concluída, porém a empresa que realizava os trabalhos não teria cumprido com as obrigações legais e teve o seu contrato rescindido. A Dersa informou que está tomando as medidas legais para dar andamento ao processo licitatório para a reforma.


Nova tentativa

Nos últimos 30 anos, esta será a terceira vez que o governo do Estado implanta o sistema de travessia de pedestres por lanchas. As duas outras tentativas foram frustradas justamente após o início da cobrança de passagem.


Com a implantação das lanchas, as balsas ganharão 30% mais espaço físico para carros (antes reservados aos pedestres), o que poderá reduzir as filas de espera, que durante a temporada, duram de 3h a 4h.


Presente ao ato de entrega, o secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano, ao lado do presidente da Dersa, Milton Pesoli, anunciou que “em breve” o sistema de travessias ganhará a oitava balsa. Embora a notícia seja boa para quem utiliza a travessia, a grande quantidade de balsas acaba gerando outro problema, que agrava ainda mais a espera na fila, pois não há flutuante suficiente para atender a todas as balsas. Com isso, algumas embarcações precisam aguardar o desembarque e embarque de carros de outras balsas para poder atracar, gerando ainda mais espera.


Durante a entrega da lancha, esse problema foi observado pela reportagem. A embarcação para passageiros conseguiu atracar apenas em metade do flutuante, pois não havia espaço suficiente para que a lancha atracasse por completo. Enquanto a lancha esteve parada para que autoridades e imprensa pudessem conhecê-la, ocupou o espaço destinado às balsas.


Os prefeitos de São Sebastião, Felipe Augusto; e de Ilhabela, Márcio Tenório, elogiaram a nova embarcação e enalteceram os esforços do governo do Estado para melhorar a travessia. “Nós temos acompanhado o sofrimento dos usuários. Agora, com a lancha, eles terão mais segurança e conforto. Vamos também reformar os dois terminais, de Ilhabela e São Sebastião, para melhorar ainda mais a travessia”, disse Tenório, se referindo aos terminais de atracação de balsas.


“A nova lancha vai facilitar a vida dos moradores das duas cidades e também dos turistas, que são muito importantes para a nossa região”, avaliou Augusto. Ele acrescentou que está dando andamento à criação de um bolsão de estacionamento para quem preferir deixar o carro em São Sebastião e atravessar de lancha para Ilhabela.

Últimas Notícias

Os melhores do litoral

Confira algumas das melhores dicas de todo o litoral