Adolescentes e mulheres até os 30 anos apresentam mais nódulos mamários | Sistema Costa Norte de Comunicação
|
Geral
Foto: Reprodução/Freepik

Adolescentes e mulheres até os 30 anos apresentam mais nódulos mamários

Mamografia 3D detecta 41% mais tumores invasivos que exame tradicional e também ajuda rechamados

13 de dezembro de 2018 às 14:50
Por Da Redação

O fibroadenoma é um tipo de nódulo mamário, também conhecido como tumor benigno. É mais comum surgir em adolescentes e mulheres até os 30 anos de idade.

Seu principal sintoma é a presença de um ou mais caroços com até 3cm e que podem ser notados facilmente durante a menstruação ou na gravidez, devido ao aumento da produção de hormônio, fazendo com o que nódulo aumente de tamanho.

De acordo com a Dra. Vivian Schivartche - médica radiologista especialista no diagnóstico de câncer de mama - muitas mulheres confundem o fibroadenoma com o câncer de mama. “O fibroadenoma é tumor de mama não cancerígeno que ocorre mais frequentemente em mulheres jovens.  Sua forma é parecida com um nódulo firme, com uma forma bem definida e é encontrado facilmente nos exames de mamografias e ultrassons”.

De acordo com ela, o risco do fibroadenoma virar um câncer é muito baixo, pois já está comprovado que é um tumor benigno. Tanto que os nódulos que aparecem, podem desaparecer durante o ciclo menstrual.

Quando é comprovado um tumor maligno provavelmente não se originou do fibroadenoma. De qualquer modo, é sempre bom se cuidar e realizar a mamografia anualmente, pois o câncer de mama diagnosticado precocemente chega a quase 90% de chance de cura.

Algumas mulheres imaginam que não tem o risco de desenvolver a doença, só porque ninguém da família teve um dia. Mas pelo contrário, tem que se cuidar igual as outras. 

Segundo estudo da American Cancer Society, menos de 15% das mulheres com câncer de mama tem algum parente que já foi diagnosticado. A doença pode surgir por diversos fatores, como maus hábitos alimentares, alcoolismo, sedentarismo, tabagismo, etc.

Se a mulher achar um nódulo e tiverr realizado um exame mamografia recentemente, ela deve procurar pelo seu médico. Algumas mamografias não identificam alguns tipos de câncer de primeira, especialmente quando é uma mama densa ou se o nódulo estiver em locais de difícil acesso, como próximo da axila. Por isso, é importante retornar ao médico para uma nova avaliação

Segundo estudo publicado na revista científica Journal of the American Medical Association, a mamografia 3D é capaz de detectar 41% mais tumores invasivos do que a mamografia tradicional.

Além de ser rápida e simples, ela traz mais comodidade para as pacientes. É realizada de forma semelhante à tradicional e tem como principal objetivo diagnosticar precocemente o câncer de mama e pequenos nódulos, além dos tumores benignos como o  fibroadenoma.

Já a mulher que está amamentando ela tem menos chances de ter câncer de mama. Pois quando o bebê mama, as células mamárias ficam produzindo leite e se multiplicam menos, e isso reduz o risco de contrair a doença.

 "As mulheres não podem deixar de realizar o exame por conta do incômodo, dor ou receio do diagnóstico. É muito importante realizar os check-ups anuais e caso a mulher encontre um caroço ou algo diferente, buscar orientação de um especialista. A mamografia identifica o fibroadenoma e também pequenos nódulos malignos. Além disso, ela é o único método eficaz para diminuir a incidência de câncer de mama”, finaliza Dra. Vivian.

Últimas Notícias

Os melhores do litoral

Confira algumas das melhores dicas de todo o litoral