IPTU: Imóveis podem ir a leilão por inadimplência | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Geral
Foto: Pedro Rezende

IPTU: Imóveis podem ir a leilão por inadimplência

Primeiro lote, com mais de 100 imóveis, deve ser leiloado ainda neste ano em Guarujá


08 de novembro de 2018 às 14:26
Por Da Redação

Mais de 100 imóveis devem ser leiloados ainda neste ano por inadimplência de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) em Guarujá. A prefeitura informou que este seria apenas um primeiro lote, de propriedades com débitos não regularizados até o ano passado, e por isso inscritas na Dívida Ativa do município.


Notícias ou reclamações sobre GUARUJÁ? Participe do grupo 👉 https://bit.ly/2oXSSab



Conforme informou a prefeitura, a ação é motivada, principalmente, pelo alto índice de inadimplência do tributo, que é a principal fonte de arrecadação da cidade. Somente de janeiro a outubro, a prefeitura deixou de arrecadar R$ 100,7 milhões em IPTU, o que representa praticamente 1/4 do total lançado no período, que foi de R$ 401,2 milhões.


Devido a essa situação, medidas administrativas e judiciais estão sendo intensificadas para não deixar os cofres públicos descobertos. Além de enviar cartas de cobrança amigáveis aos proprietários dos imóveis em inadimplência, a prefeitura está providenciando o leilão dos imóveis cujos tributos não foram saldados.


A Advocacia Geral de Guarujá explica que os débitos tributários não pagos dentro do prazo de vencimento são inscritos em Dívida Ativa e, posteriormente, o município realiza a devida cobrança judicial. Com a propositura do processo de execução fiscal, o executado é citado para fazer o pagamento do débito ou nomear bens à penhora em um determinado prazo. Caso isso não ocorra, seus bens podem ser penhorados compulsoriamente, especialmente o imóvel que gerou o tributo (no caso de IPTU).


Após algumas formalidades, essa penhora pode acarretar no leilão do imóvel – ou seja, o bem é arrematado por pessoas interessadas, no caso a que oferece a melhor proposta, após a regular avaliação.


Estima-se já um primeiro lote de 140 imóveis que devem ir em breve a leilão. Tratam-se dos que estão em fase processual mais adiantada. Paralelamente, a prefeitura já havia realizado o procedimento público de convocação e credenciamento de cinco leiloeiros oficiais indicados ao Poder Judiciário.

 

Regularização

Para evitar a perda do imóvel por leilão, o munícipe inadimplente pode regularizar rapidamente seus débitos junto ao município por meio de pagamento à vista ou parcelado em até 60 vezes.


Para isso, é preciso procurar o Setor de Dívida Ativa (rua Azuil Loureiro, 691, Santa Rosa); o Centro de Cidadania, que fica no espaço do Poupatempo, no Parque Itapema Shopping (avenida Castelo Branco, 357, Jardim Cunhambebe, Vicente de Carvalho); ou diretamente no site da prefeitura (www.guaruja.sp.gov.br), no link Serviços Online.

Últimas Notícias