Reforma do Ginásio de Esportes do Guaibê é retomada em Guarujá | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Geral
Foto: Helder Lima/PMG

Reforma do Ginásio de Esportes do Guaibê é retomada em Guarujá

Prefeitura informa que as obras devem ser concluídas até março do próximo ano


08 de novembro de 2018 às 13:56
Por Da Redação

As obras de reforma do Ginásio de Esportes Marivaldo Fernandes, conhecido como Guaibê, em Guarujá, foram retomadas pela prefeitura. Estão previstas e remodelação e reestruturação do telhado, dos vestiários, além do piso interno e dos sanitários.


Notícias ou reclamações sobre GUARUJÁ? Participe do grupo 👉 https://bit.ly/2oXSSab


Os serviços, executados pela empresa Fabecon Engenharia e Construção Civil Ltda, são acompanhados por técnicos da Secretaria de Infraestrutura e Obras (Seinfra). O valor contratual da reforma é de R$ 1,49 milhão, repassado pela União, por meio de convênio com a Caixa Econômica Federal. O prazo estimado para conclusão da obra é março do próximo ano.


De acordo com a Seinfra, após o reinício da obra, a empresa já está na fase de conclusão da plataforma de acessibilidade, a recomposição dos pisos externos do ginásio e o acabamento. O próximo passo é realizar o piso da quadra, o acabamento dos vestiários e a estrutura do elevador de acessibilidade. 


O secretário adjunto de Esporte, da Secretaria de Educação, Esporte e Lazer (Sedel), José Roberto Galvão, informou que, depois que os serviços de reforma forem finalizados, caberá à prefeitura realizar a limpeza do Ginásio Guaibê, com lavagem do equipamento, pintura, ornamentação paisagismo e  iluminação.


O secretário adjunto comentou: “A reforma do ginásio possibilitará melhores condições para a prática esportiva e mais segurança para os atletas”. Segundo ele em paralelo aos serviços de reforma do equipamento esportivo, a prefeitura já fez o projeto do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) – documento emitido pela corporação, certificando que, após vistoria, a edificação possuirá as condições de segurança contra incêndio.


“Agora vamos fazer a licitação e a empresa que ganhar, executará o AVCB, que desinterditará o prédio, que além de estar em obras, ainda se encontra interditado judicialmente”, finalizou Galvão.

Últimas Notícias