Chuvas alagam bairros, interditam rodovias e isolam o litoral norte | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Geral
Foto: recebido por whatsApp

Chuvas alagam bairros, interditam rodovias e isolam o litoral norte

Em Caraguá, famílias perderam praticamente tudo após as águas da chuva invadirem suas casas


08 de novembro de 2018 às 16:01
Por Reginaldo Pupo
Foto: recebido por whatsApp

Foto: recebido por whatsApp

Foto: recebido por whatsApp

Foto: recebido por whatsApp

Foto: recebido por whatsApp

Diversos bairros da região norte de Caraguatatuba estão alagados, devido à subida do nível de dois rios que cortam a região. Com a maré cheia e agitada, os rios não estão tendo vazão. Muitos moradores dos bairros Casa Branca, Martim de Sá, Getuba e Massaguaçu perderam praticamente tudo após verem as águas da chuva invadirem suas casas. 

 

Com  isso, um trecho da rodovia Rio-Santos está totalmente alagado e isolando a esta cidade ao município de Ubatuba, que também está isolada, já que a Oswaldo Cruz está interditada. A opção para os moradores saírem de Ubatuba é acessar a rodovia Cunha/Paraty, em Paraty (RJ).

 

Equipes da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros estão encontrando dificuldades para chegar aos bairros mais atingidos, devido aos alagamentos. A prefeitura de Caraguatatuba informou que a Defesa Civil vem realizando vistorias em áreas de risco, verificando a necessidade de retirada de famílias, levando em consideração os riscos de escorregamento de terras, queda de árvores e alagamentos.


A previsão é de que as chuvas continuem pelo menos até amanhã, de acordo com os Institutos de Meteorologia. De acordo com o Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden), o maior índice acumulado de chuvas nas últimas 24 horas foi na região da Tabatinga (Região Norte) com 201.99 mm. Destacando ainda que há mais de 40 dias chove ininterruptamente na cidade.

 

Desabrigados

Duas famílias estão desabrigadas e se encontram no Centro Esportivo Municipal Ubaldo Gonçalves (Cemug). São ao todo seis pessoas, sendo que duas delas crianças, dois idosos e uma gestante. As famílias recebem assistência de várias secretarias, entre elas, de Saúde e Assistência Social.

 

O Fundo Social de Solidariedade de Caraguatatuba tem oferecido toda assistência às famílias abrigadas no Cemug, com a doação de roupas de cama e banho, kit higiene (escovas e pastas de dente, sabonete, shampoo/ condicionador), cobertores e roupas pessoais.

 

Abastecimento de água

A Sabesp informou que está com problemas de abastecimento na região do Massaguaçu, em Caraguatatuba, devido às chuvas que atingiram as captações do Mococa e Tabatinga e está sem acesso ao bairro, pois a rodovia Rio-Santos está interditada na altura na faculdade Módulo.

 

Por conta disso, o restabelecimento de água no bairro e o atendimento por carro tanque podem atrasar. Na região da Martin de Sá o abastecimento está normal, mas, devido às obstruções na captação do Rio Guaxinduba e consequente interrupção do tratamento, solicita à população o uso racional da água de suas caixas de água.

 

Defesa Civil de Ubatuba está em estado de atenção

A Defesa Civil de Ubatuba está acompanhando os índices pluviométricos pelos bairros da cidade devido às chuvas constantes e intensas dos últimos dias. Os números estão acima da média em alguns pontos. Na região da Maranduba, os acumulados chegam a 138 mm; na região do Ipiranguinha foram registrados 114mm e na Marafunda, 101mm.

 

A Defesa Civil continua monitorando, principalmente, às áreas de risco de inundação e deslizamento de encostas. O índice é calculado pela quantidade acumulada em 72 horas, indicadas por 22 pluviômetros automáticos, cedidos pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), além dos nove semi-automáticos espalhados pela cidade.

 

De acordo com o diretor da Defesa Civil, Guaraçay dos Santos, o setor atendeu ocorrências como retirada de árvores que caíram ao longo do trecho da BR 101, nas alturas dos quilômetros 04, 19 e 30. Houve, ainda, registro de deslizamento de terra na região sul no condomínio praia do Pulso, local onde funcionários e máquinas trabalharam durante a madrugada.


Tamoios e Oswaldo Cruz bloqueadas

As rodovias dos Tamoios e Oswaldo Cruz estão totalmente bloqueadas e sem previsão de liberação, devido à queda de diversas barreiras no trecho de serra ao longo desta madrugada, isolando o litoral norte do planalto. As quedas começaram a ocorrer na noite de quarta-feira, 7, e prosseguiram durante a madrugada de hoje, 8.

 

O trecho de serra da Tamoios foi totalmente interditado no km70, por volta das 20h de ontem, devido à queda de uma árvore, que derrubou dois postes. Por volta das 23h, o trecho foi parcialmente liberado. Porém, algumas horas depois, outra árvore caiu e a concessionária que administra a rodovia decidiu impedir o trânsito de veículos por medidas de segurança e sem previsão de liberação.

 

Até às 9h30, os pontos de ocorrência dentro do trecho bloqueado são nos kms 80,7; 79,9; 79,9; 79,4; 78,4; 77,4; 76,4; 75,8 e 73,6. Para que os usuários não cheguem ao trecho crítico, as interdições ocorrem nos seguintes pontos no Km 58 (retorno) e acesso à rodovia SP-088 – Salesópolis (sentido litoral) e Km 67 (retorno e acesso ao bairro Pouso Alto).

 

A rodovia Oswaldo Cruz, que liga Ubatuba a Taubaté, também está interditada devido a quedas de barreiras e sem previsão de ser liberada. Com as duas únicas rodovias de acesso ao litoral norte interditada, a única opção para o motorista chegar ao planalto é acessar a rodovia Mogi-Bertioga, em Bertioga, cujo acesso é feito pela rodovia Rio-Santos.

Últimas Notícias