Balsa Ilhabela: prefeito Márcio Tenório garante que não haverá paralisação | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Geral
Prefeito garantiu que não haverá greve na balsa que dá acesso à ilha
Prefeito garantiu que não haverá greve na balsa que dá acesso à ilha Foto: Divulgação/PMI

Balsa Ilhabela: prefeito Márcio Tenório garante que não haverá paralisação

Trabalhadores marítimos anunciaram greve geral entre os dias 11 e 14 de outubro


09 de outubro de 2018 às 18:50
Por cadu zaidan
Prefeito garantiu que não haverá greve na balsa que dá acesso à ilha
Prefeito garantiu que não haverá greve na balsa que dá acesso à ilha Foto: Divulgação/PMI

Foto: Reprodução/Internet

Após o anúncio de greve geral pelos trabalhadores marítimos da travessia de balsas entre São Sebastião e Ilhabela, o prefeito de Ilhabela, Márcio Tenório garantiu que não haverá paralisação durante o feriado prolongado de 12 de outubro. O comunicado foi feito durante entrevista ao presidente do Sistema Costa Norte de Comunicação, Ribas Zaidan, na tarde desta terça-feira, 9.

Na entrevista, o prefeito afirmou ter sido alertado do problema através de matéria do próprio Sistema Costa Norte de Comunicação"Tomei conhecimento da notícia e imediatamente entrei em contato com o governador Márcio França, que colocou o secretário da Casa Civil, Aldo Rebelo, e o secretário de Transportes e Logística, Mario Mondolfo, à nossa disposição. As autoridades nos garantiram que tomarão providências para que essa paralisação não aconteça", garantiu.

Segundo o prefeito, o governo do estado de São Paulo fez uma nova licitação para mudanças na operação da travessia, o que causou indignação dos funcionários. "Nos próximos 15 dias será finalizada [a licitação] e informada a nova empresa que fará o serviço de travessia. Vamos garantir aos turistas, à população de Ilhabela, que vamos acompanhar tudo de perto para que a travessia não sofra paralisação e Ilhabela não sofra prejuízo no feriado e a população tenha sua travessia formalizada", disse.


Greve

A greve marcada para acontecer entre os dias 11 e 14, foi anunciada pelo Sindicato Nacional dos Mestres de Cabotagem e dos Contra-Mestres em Transportes Marítimos (Sindmestres), na segunda-feira, 8. A categoria reivindica o acordo coletivo de trabalho com a Dersa, empresa estatal responsável pelas travessias litorâneas em todo o estado.

Além disso, os funcionários reivindicam o pagamento de salários de acordo com a tabela da categoria e acordos coletivos válidos com sindicatos de cada categoria, conforme previsto no edital de licitação dos serviços, por intermédio da Dersa. Eles também reivindicam o cumprimento dos intervalos intrajornada, conforme previsto na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), e a manutenção imediata das embarcações e do flutuante de Ilhabela, visando a segurança dos funcionários e usuários.

Últimas Notícias