Prefeitura pede melhorias no canteiro de obras da Queiroz Galvão | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Geral
Segundo prefeitura, trânsito de caminhões em alta velocidade compromete a segurança dos munícipes
Segundo prefeitura, trânsito de caminhões em alta velocidade compromete a segurança dos munícipes Foto: Divulgação/ PMC

Prefeitura pede melhorias no canteiro de obras da Queiroz Galvão

Empresa é responsável pelas obras do contorno da Tamoios, que geram transtornos aos moradores de Caraguá


12 de abril de 2018 às 16:06
Por Da Redação

Representantes da prefeitura de Caraguatatuba e da concessionária Rodovia dos Tamoios fizeram vistoria no canteiro de obras do Grupo Queiroz Galvão, responsável pelas obras do contorno. O trecho visitado fica na região do Tinga (centro/sul), na qual  o trânsito de caminhões a serviço das obras causa grandes transtornos à população, que pede providências urgentes.

Segundo o diretor de Trânsito da Secretaria de Trânsito, Segurança e Defesa Civil Luiz Gonçalves, que participou da vistoria, o trânsito intenso de veículos pesados afeta a vida dos moradores do entorno e atrapalha também os alunos das escolas da região, Emef Maria Aparecida de Carvalho e Emef Lúcio Jacinto dos Santos. “Na hora de entrada e saída dos alunos, o trecho fica perigoso para pedestres e bicicletas, pois os veículos não respeitam e passam em alta velocidade”, diz o diretor.

Outro problema enfrentado pela comunidade da região são a poeira e a lama. O secretário de Obras Leandro Borella observa que, para evitar a poeira, a empresa faz o trabalho de umidificação da pista, mas acaba criando o problema das poças de lama. Isso afeta inclusive os idosos que moram na Vila Dignidade, na rua Jorge Bariham, Jardim Jaqueira, por onde passam os caminhões.

Também esteve na vistoria o secretário de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca Marcel Giorgeti, que acredita que, com o reforço da sinalização e o recapeamento do trecho de cerca de 1,5km, o problema pode ser amenizado. Representando a Concessionária Tamoios, o advogado Thiago Calviti e o gerente de meio ambiente Flávio Café de Castro comprometeram-se em levar as reivindicações a estâncias superiores para que sejam estudadas providências.

Últimas Notícias