ONG Educasurf busca parceria para viabilizar ampliação de projeto na cidade | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Esportes

ONG Educasurf busca parceria para viabilizar ampliação de projeto na cidade


10 de janeiro de 2015 às 08:33
Por Costa Norte
Plínio Pinto informou que entidade vai receber verba de venda da prancha do surfista Gabriel Medina

Por Mayumi Kitamura

[dropcap font="arial"]A[/dropcap]prática do surfe e a preservação ambiental são os diferenciais da ONG Educasurf, que promove ações destinadas a jovens em vulnerabilidade social. O trabalho da entidade, sediada em Guarujá, proporcionou sua escolha para receber uma importante doação: uma das pranchas utilizadas pelo campeão mundial de surfe Gabriel Medina será vendida e terá o valor revertido à Educasurf. Os recursos deverão ser usados na ampliação da iniciativa, que tem pretensões de se expandir também para Bertioga.

O presidente da ONG, Willian Pinto “Tuff”, comemorou a doação da prancha e disse que ficou surpreso ao receber o comunicado. “A princípio, eu pensei que fosse um trote da empresa Ampfy. Até levei uns dias para aprender a pronunciar o nome, depois eu vi que era sério, enviei todos os documentos que eles pediram. Só tenho que agradecer ao Gabriel Medina; espero um dia conhecê-lo”. A entidade foi contemplada por ser a única do país a atender a todos os requisitos da agência de marketing Ampfy, que realizou o concurso.

A princípio seria realizado um leilão da prancha, por meio do site Mercado Livre. Mas, este foi cancelado pelo descumprimento do acordo pelo autor do maior lance. A Ampfy informou que busca resolver o problema até o final da próxima semana, e há a possibilidade de fechar acordo com um comprador. Para isso, todas as partes envolvidas na proposta, inclusive a entidade, devem se reunir para consenso. A expectativa da Educasurf é utilizar o valor arrecado na compra de uma van, que será usada nos projetos.

A entidade tem procurado apoio para expandir suas ações para Bertioga e litoral norte. Para isso, a diretoria está em busca de um espaço físico na cidade para dar início a esta nova etapa. O diretor da Educasurf  Elizeu Pereira informou: “Nós precisamos de parceiros para alavancar este trabalho, que será feito em conjunto com as escolas municipais e estaduais, igrejas e qualquer instituição de classe que tiver interesse”. O objetivo é colocar em funcionamento a mesma estrutura das ações desenvolvidas em Guarujá.

Quem tiver interesse em colaborar com a ONG, por meio de parceria ou com doação de pranchas, pode entrar em contato pelo telefone (13) 3012 3592 ou e-mail educasurf1@gmail.com. A sede em Guarujá fica na avenida Miguel Stefano, altura do nº 1.643.

Últimas Notícias

Os melhores do litoral

Confira algumas das melhores dicas de todo o litoral