Deu União no Campeonato Bertioguense de Futebol | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Esportes

Deu União no Campeonato Bertioguense de Futebol


22 de outubro de 2017 às 22:10
Por Estela Craveiro
O time do Jardim Paulista derrotou o Independente de Boraceia na categoria principal; o Rio da Praia venceu o Guaratuba na categoria aspirantes; e o Indaiá sagrou-se campeão nas três categorias de veteranos


Vencendo o Independente de Boraceia por 2 x 1, , com gols de Lucas e James, o União sagrou-se campeão da categoria principal, conhecida como 1º Quadro, do Campeonato Bertioguense de Futebol, na final da temporada 2017 disputada hoje no campo oficial do Sesc Bertioga. Invicto, o time do Jardim Paulista conquistou seu segundo título, tornando-se bicampeão.

Na categoria aspirante, o Rio da Praia faturou o título de campeão de 2017, derrotando o Guaratuba por 2 x 1, com gols de Celso Cícero e João Vítor. E o Indaiá conquistou os títulos de campeão das três categorias de veteranos. Derrotou o Jardim Rafael, por 5 x 1, na Veterano 50. Venceu o Independente por 6 x 4 na Veterano 40. E ganhou do Grêmio por 4 x 3 na Veterano 35.

A chuva fina intercalada com períodos de estiagem durante todo o domingo não espantou a torcida que lotou a arquibancada do Sesc e se manteve animada, com muito samba, ao longo dos cinco jogos disputados.

Humildade e simplicidade

Na partida da categoria principal, a última do dia, o União saiu na frente, com o gol de Lucas, e encerrou o primeiro tempo com certa tranquilidade. Mas o que parecia fácil ficou mais complicado com o gol que Iranildo marcou para o Independente no início do segundo tempo.

Daí em diante, com a colaboração de uma trégua da chuva, o jogo ganhou velocidade e, após o gol de James para o União, o Independente deu trabalho. Dominou a fase final da partida, que teve disputa bem acirrada, mas perdeu três boas oportunidades de golear o adversário e conquistar o que seria seu segundo título de campeão bertioguense.

Modesto, o Independente deixou o campo de cabeça erguida, sob comando do técnico Eliomar Fabrício: “A molecada é guerreira,  batalhadora, superamos todas as dificuldades para chegar até essa final. Infelizmente não deu para vencer. Alguém tem que perder e hoje fomos nós. Mas no ano que vem estaremos de novo na parada”.

Autocrítico, o jogador Marcelo lamentou a derrota: “Tivemos muitas dificuldades durante o campeonato. Muita gente não acreditava que a gente pudesse vencer no gramado. Mas chegamos até aqui. Conseguimos empatar o jogo, mas, por um vacilo nosso, perdemos. Vamos melhorar para no ano que vem brigar para levar mais um título para Boraceia”.

Enquanto isso, após o apito final, torcedores e jogadores do União se misturaram no gramado em alegre algazarra, comemorando efusivamente a conquista não só do título, mas do bicampeonato, que também era almejado pelo Independente.

Autor de um dos gols, o jogador James esbanjava emoção: “Ficamos 26 anos na fila e agora a gente é campeão invicto. Temos uma torcida bonita, um time maravilhoso, uma nova diretoria, e agora a gente tem o título!”. Para o jogador Sam, a receita do sucesso foi simplicidade e humildade: “A gente estava batendo na trave sempre e desta vez a vitória veio com muito mérito. Somos campeões invictos”.

De coração

Humildade foi o que não faltou também ao Guaratuba na categoria aspirante. O goleiro Evandro José, capitão do time, que teve um gol marcado por Tiago, atribuiu a derrota para o Rio da Praia às próprias falhas do time e à ausência dos principais jogadores, expulsos na partida anterior: “É a terceira vez que chegamos na final. Conseguimos fazer um gol no início, mas cometemos erros e não conseguimos sustentar o 1 x 0. Eles jogaram melhor do que a gente”.

Márcio, jogador do Rio da Praia, era só alegria após a vitória e enalteceu o Guaratuba: “Desde o começo do campeonato sofremos muitas críticas, não foi fácil. Mas todo mundo se deu, jogou de coração, e com a torcida de hoje, então, foi muito emocionante. O adversário é um time muito bom, sempre competindo forte. Os jogadores deles são bem entrosados, mas, desta vez, deu Rio da  Praia”.

Agora é festa!

Para Manoel Fernandes, presidente da Liga Bertioga de Futebol, conhecido como Laranjinha, venceu o esporte: “Foi um campeonato maravilhoso, um divisor de águas no futebol bertioguense. Tivemos o apoio do Sesc, da prefeitura e da Sobloco. Agradeço a todos e aos presidentes dos clubes. Muito do sucesso se deu em grande parte por causa deles”.

Iniciado em agosto, o Campeonato Bertioguense de Futebol 2017 foi disputado por 56 times dos 21 clubes participantes, reunindo 1.500 jogadores em 168 partidas realizadas em nove rodadas.

Outra vitória importante para Laranjinha foi a redução do nível de violência durante os jogos a praticamente zero: “O esporte é um meio para a educação. A comunidade do futebol está aprendendo que o caminho é a educação e a sensibilidade. E agora é festa!”

A cerimônia de premiação ocorrerá na noite de segunda-feira, 23, também no Sesc. Os times campeões e vice-campeões receberão troféus e medalhas. Também haverá premiação em dinheiro. Os artilheiros e os goleiros que tomaram menos gols em cada categoria serão homenageados com troféus.

A comemoração será aberta com uma roda de conversa com Dorval, Mengálvio, Coutinho e Pepe, jogadores que, com Pelé, formaram o chamado ataque dos sonhos do Santos, responsável por 2.092 gols na história do time da Baixada Santista.

Estela Craveiro

foto: JCN

Últimas Notícias

Os melhores do litoral

Confira algumas das melhores dicas de todo o litoral