Santista leva medalha de ouro e quebra recorde mundial na Natação | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Esportes

Santista leva medalha de ouro e quebra recorde mundial na Natação


25 de julho de 2017 às 18:02
Por Costa Norte
Guilherme Maia, 27, está nas Surdolimpíadas, na Turquia, e quebrou o recorde de um adversário russo


O santista Guilherme Maia, de 27 anos, conquistou a medalha de ouro nos 200 metros nado livre nesta terça-feira, 24, nas Surdolimpíadas, em Samsun (Turquia). A competição exclusiva para surdos segue até domingo, 30.

Com a marca de 1min52s55, além do ouro, Maia quebrou os recordes surdolímpico e mundial. O japonês Satoi Fujihara, que era o atual recordista, ficou com a prata em 1min52s82. O russo M.Denisov ficou com a medalha de bronze, fechando o pódio com 1min52s92.

No sábado, 22, Guilherme que é o único atleta brasileiro da natação na competição, já havia ficado com a medalha de bronze nos 100 metros nado livre, com 51s95, sendo superado somente pelos russos, M.Denisov que fez 51s69 e Andrei Zhivaev com 51s51. Os três nadaram abaixo do record surdolímpico.

O santista também chegou nas finais dos 200m e 50m borboleta, ficando com a sexta e oitava colocação respectivamente. Para encerrar sua participação na competição, amanhã (26) os 200m medley.

Guilherme Maia já havia participado de duas edições das Surdolimpíadas. Em 2009, nos jogos de Taipei (Taiwan), foi 5º colocado nos 200m borboleta, 6º lugar nos 200m livre e nos 100m borboleta. Já em Sófia (Bulgária), em 2013, conquistou três das quatro medalhas do Brasil. Prata nos 100m livre e bronze nos 200m borboleta e 200m livre. Ele conta com o apoio da Nita Alimentos, Associação Realizar, GT Nutrition, Transbrasa, Tênis Clube de Santos e Fupes.

Surdolimpíadas

Evento multidesportivo internacional, a competição é exclusiva para competidores com deficiência auditiva (perda bilateral a partir de 55dB). Organizada pelo Comitê Internacional de Desportos para Surdos (ICSD), é realizada a cada quatro anos. Esta é a 23ª edição da competição.

Para os jogos da Turquia, a Confederação Brasileira de Desportos de Surdos (CBDS) levou uma delegação composta por 230 pessoas. Os atletas competem em 16 modalidades. Esta é sétima vez que o Brasil participa do evento.

Foto: Divulgação

Últimas Notícias

Os melhores do litoral

Confira algumas das melhores dicas de todo o litoral