Riviera investe em responsabilidade social e ambiental - Sistema Costa Norte de ComunicaçãoBertioga-Especial | Sistema Costa Norte de Comunicação
Voltar para especial bertioga

Modelo em urbanismo, a Riviera de São Lourenço ocupa uma área de 9 milhões de metros quadrados, sendo quase um terço destinado às áreas verdes. Preocupação que garantiu o reconhecimento internacional em desenvolvimento sustentado. Para manter o padrão em qualidade de vida, os empreendedores vêm trabalhando há 10 anos em projetos sociais e ambientais na região.

A gerente de Marketing da Sobloco, Beatriz Almeida, pontua a atuação social da Fundação 10 de Agosto e as projetos de educação ambiental, desenvolvidos nas escolas, com apoio da Secretaria Municipal de Educação e Desenvolvimento Cultural, como exemplos do “lado humano’ do empreendimento. “Nosso propósito é o de criar cidadãos conscientes e responsáveis. Foi em cima desses conceitos que a Riviera cresceu. Para isso, mantemos programas contínuos, pois educação ambiental é um trabalho de longo prazo'.

Na área ambiental, além dos projetos de educação ambiental de base Projeto Clorofila e Atitude Ambiental, o empreendimento mantém um Programa de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos e sistema próprio de tratamento de água e esgoto. “Riviera só traz benefícios para o município, já que é fonte de receitas, empregos e oportunidades e, ao mesmo tempo, não acarreta despesas a administração pública”, destaca a gerente.

Para Beatriz Almeida, Bertioga soube crescer com responsabilidade. “A maior riqueza do Município é o meio ambiente e nessa área um trabalho exemplar para o Litoral é a fiscalização ambiental desenvolvida pela Prefeitura’.

Políticas públicas para atender a demanda populacional que Bertioga vem recebendo nos últimos anos é o caminho aponta do pelo presidente da Câmara Municipal, Luís Henrique Capellini, para garantir o desenvolvimento ordenado da Cidade. Aprovação do Plano Diretor e da Agenda 21 serão prioridades do Legislativo como mostra a entrevista a seguir.

CN - Qual o direcionamento para garantir a ordenação do Município?

Capellini - Bertioga cresce num ritmo muito acelerado - estamos falando de crescimento populacional isso significa que o município precisará criar políticas públicas que sejam capazes de atender a demanda que se impõe. Não é tarefa fácil nem rápida, ainda que absolutamente possível, pois temos que ter em mente que tudo deve ser pensado tendo o cidadão como prioridade. Assim, serão importantes todos os projetos de lei e indicações que visem a qualidade de vida: ampliação, manutenção e melhorias em infraestrutura; idem na área de saúde (postos de saúde, ambulatórios e hospital); adequação e ampliação do sistema viário; sistema educacional de qualidade e abrangente; ocupação e uso do solo de forma sensata.

CN - Qual a posição do Legislativo, quanta a aprovação do Plano Diretor?

Capellini - O Plano Diretor é responsável pelo ordenamento e forma de crescimento de uma cidade; portanto, ele é vital. Suas normas definirão quais procedimentos serão adotados para cada setor e as gestões apropriadas.

CN - E em relação a criação da Agenda 21 local?

Capellini - A Agenda 21 é, basicamente, um instrumento para tomar exequível o equilíbrio da equação “desenvolvimento econômico + justiça social + respeito ao meio ambiente”. A Agenda 21 local nada mais é do que esse instrumento voltado às políticas públicas específicas para uma determinada região. Esse planejamento é amplo democrático, pois se apoia em um processo participativo envolvendo o governo e a sociedade civil para, juntos, procurarem soluções para os problemas ambientais, sociais econômicos locais, sempre visando o desenvolvimento sustentável. Assim, no caso específico de Bertioga, lembrando mais uma vez seu crescimento acelerado, a Agenda se torna um aliado de peso para o ordenamento de nossas políticas públicas agora e no futuro.

CN - Como está o relacionamento entre Executivo e Legislativo?

Capellini - Considero bom e salutar. Eu disse outro dia que ser da situação ou da oposição não é o fator que deve conduzir uma votação em plenário nem as atitudes do parlamentar. Há que se ter bom senso e saber dizer sim ou não.


Veja também

Bertioga é uma cidade segura

Em seu segundo mandato, o prefeito Lairton Gomes Goulart se...

2005

© 2018 Todos os direitos reservados ao Sistema Costa Norte Comunicação | Powered by Mundiware