SAÚDE REGISTRA AUMENTO NA DEMANDA - Sistema Costa Norte de ComunicaçãoBertioga-Especial | Sistema Costa Norte de Comunicação
Voltar para especial bertioga

A melhoria na qualidade dos serviços oferecidos em Bertioga fez com que aumentasse, na atual gestão, o número de atendimentos na área de saúde, inclusive de pacientes de outras cidades como Santos, Guarujá e São Sebastiao. O fato é confirmado por levantamento realizado pelo secretário municipal de Saúde José Luiz Camargo Barbosa Filho.

Os dados apontam que 6.223 pessoas foram atendidas na Unidade Hospitalar Mista, sendo que 1.943 pacientes eram de Guarujá, 1.996, de Santos, e 2.314, de São Sebastião. Já até março deste ano, foram registrados 245 atendimentos de moradores de Guarujá, 172, de Santos, e 154, da cidade vizinha do litoral norte, principalmente, dos moradores da costa sul, que recorrem aos serviços prestados pela prefeitura de Bertioga.

Foto:

Essa é uma demonstração da condição de resolutividade obtida com investimentos feitos pelo prefeito Lairton Gomes Goulart.  “É preciso ter peito e bom senso para investir na saúde”, argumenta Camargo, lembrando que muitos municípios estão fechando hospitais e deixando de atender outras cidades, o que não vem ocorrendo em Bertioga.

Convênios

Para dar conta da demanda que vem aumentando a cada ano, a prefeitura firmou uma série de convênios para agilizar e qualificar o atendimento. O primeiro foi com a Santa Casa de Santos, que disponibiliza leitos aos pacientes do município e também envia especialistas quando há necessidade.

Também foi contratado o Serviço de Oftalmologia, que vem realizando várias cirurgias com sucesso, inclusive de catarata, nas instalações do Centro Cirúrgico da Unidade Hospitalar Mista, equipado para cirurgias em geral.

Para dar suporte ao atendimento ambulatorial, foi firmado convênio com o Laboratório Itapema, mesmo procedimento adotado em relação a exames de endoscopia, ultrassonografia e videolaparoscopia, que são realizados no próprio pronto-socorro por profissionais contratados por meio de convênios, explica o prefeito Lairton Goulart. “Como médico, posso dizer que a saúde de Bertioga está boa”.

Saúde da família

A partir do segundo semestre, a prefeitura iniciará o projeto-piloto de implantação do programa Saúde da Família, que funcionará no posto de saúde de Boraceia. Ele contará com um médico, uma enfermeira e seis agentes de saúde com o objetivo de atender as famílias em suas casas. A supervisão ficará a cargo de um profissional da Faculdade Paulista de Medicina. Ele será contratado especificamente para o programa, que deverá se estender a todos os bairros, afirma Camargo.

Foto:

Segundo o secretário de Saúde, o atendimento será reforçado com a entrega do hospital que está sendo construído com recursos do Reforsus e também da administração. De acordo com Camargo, será impossível a unidade ser dedicada a uma especialidade transformando-se somente no Hospital da Mulher, pois a tendência é atuar como hospital geral. Com 34 leitos, ele contará com três salas de centro cirúrgico, laboratório, além de equipamentos de última geração.

Hoje o atendimento é feito nos postos da Vista Linda, Indaiá e Centro de Saúde III, além do pronto-socorro que conta com dois clínicos gerais, dois pediatras, um obstetra, um ortopedista e um anestesista, que trabalham diariamente. Já o serviço está sobrecarregado pela falta de auxiliares de enfermagem. A espera hoje no atendimento se baseia, muitas vezes, na morosidade deste atendimento em função do número restrito de funcionários, um dos maiores problemas do setor de saúde, explica Camargo.


Veja também

População conquista direito à habitação

Primeira do Brasil a aplicar o Estatuto da Cidade e com proj...

2004

© 2018 Todos os direitos reservados ao Sistema Costa Norte Comunicação | Powered by Mundiware