Itatinga, um refúgio a ser preservado - Sistema Costa Norte de Comunicação Bertioga-Especial | Sistema Costa Norte de Comunicação
Voltar para especial bertioga

Localizada em área de Mata Atlântica, a Vila de Itatinga, encrustada no sopé da Serra do Mar, abriga a primeira usina hidrelétrica do Brasil, construída pelos ingleses no século passado, e em perfeito estado de funcionamento desde 1910, quando passou a fornecer energia para todo o porto de Santos, considerado o maior da América Latina.

Mantida por Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), a usina deverá ser privatizada, o que provocou a reação de vários segmentos da sociedade de Bertioga, imprensa e políticos, que pedem o tombamento da vila junto ao governo federal, para que ela seja preservada. Porém, o presidente da Codesp Wagner Rossi, em recentes contatos com o prefeito Luiz Carlos Rachid,  garantiu que a privatização será feita de forma a preservar o patrimônio.

Em 22 de fevereiro, técnicos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) visitaram o local e se impressionaram com o estado de conservação da ferrovia, da locomotiva e da própria usina. A deputada estadual Mariângela Duarte acompanhou a visita, e voltou a pedir que o local fosse vistoriado por técnicos do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado (Condephaat), o que deveria ter ocorrido após o Carnaval.

Avaliação - O pedido de tombamento resultou em um procedimento chamado "guichê", que recebeu o número 00725/99, de 29/12/99, e está tramitando no Condephaat. A assessoria de imprensa do órgão informou que o pedido de tombamento será avaliado por um colegiado formado por técnicos de várias áreas, que irá decidir se o bem cultural deverá ou não ser preservado através do tombamento.

O estudo envolve vários aspectos desde o ponto de vista histórico, incluindo a história das usinas hidrelétricas no estado, a da própria formação da vila, até o estudo ambiental. Segundo a assessoria, antes do tombamento, o bem pode ser usado, mas desde que isso não o descaracterize e o destrua.

Preocupação - O valor de Itatinga e o receio de que uma possível privatização possa afetar esse refúgio ecológico também foi tema da edição de 14 de fevereiro da Revista Época, como tem acontecido constantemente através de várias matérias publicadas pelo Costa Norte.

Para sensibilizar as autoridades, de 1º a 24 de março, foi realizada exposição no hall Monumental da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, com fotos antigas e atuais de Itatinga, feitas por Dú Zuppani, Jayr Favero, Alfredo Tisoi e Mara Moraes, além de pinturas em óleo sobre tela do artista plástico Sandro Justo Bueno, ressaltando a importância de Itatinga.


Veja também

Zoneamento ajuda a ordenar crescimento da cidade

Trata-se de um instrumento de planejamento para disciplinar ...

2001

© 2018 Todos os direitos reservados ao Sistema Costa Norte Comunicação | Powered by Mundiware