Muito além da sala de aula - Sistema Costa Norte de ComunicaçãoBertioga-Especial | Sistema Costa Norte de Comunicação
Voltar para especial bertioga

...“Na escola eu aprendi complicadas classificações botânicas, taxonomias, nomes latinos - mas esqueci. Mas nenhum professor jamais chamou a minha atenção para a beleza de uma árvore ou para a curiosa simetria das folhas”... Rubem Alves  

Foto: Renata de Brito

Conteúdo do Ecocaiaque desperta nos estudantes o interesse pela preservação ambiental e pelo turismo náutico.

Este trecho de uma reflexão do poeta Rubem Alves sintetiza muito bem a proposta embutida nos projetos de educação ambiental desenvolvidos em Bertioga, onde a criança interage com o meio, a exemplo dos projetos Ecocaiaque e Curso de Férias, por meio de parceria com o projeto Criança Ecológica, do governo do estado, e da proposta municipal Barco-escola, que deve ser implantado ainda este ano. Por meio deles, as crianças são convidadas a ver, a tocar na natureza, a entender o ciclo da vida. São eles:

Ecocaiaque

Foto: Arquivo JCN

Mais de mil alunos do 5º ano da rede municipal de ensino já participaram do Ecocaiaque entre os anos de 2009 e 2010.No curso,eles têm noções básicas de canoagem e aprendem sobre a importância do costão rochoso, da limpeza das praias e o Tempo de decomposição de resíduos sólidos, recolhidos na praia durante mutirão de limpeza. O aprendizado é complementado com informações sobre a vocação náutica de Bertioga e sua aplicação no turismo.De acordo com o diretor de Assuntos Náuticos, professor José Augusto Coelho Filho,idealizador do projeto,o objetivo é fazer com que as crianças entendam a importância da náutica,do meio ambiente e compreendam que a colaboração de todos é fundamental para a preservação ambiental.

Curso de férias

Foto: Renata de Brito

Iniciado em 2009, este braço da educação ambiental em Bertioga é destinado a crianças de 9 a 14 anos.Com duração de uma semana, o curso acontece no mês de janeiro, no Forte São João, e abre vagas para 50 crianças. Os temas abordados nestes três anos de realização foram costão rochoso, animais noturnos e aquecimento global/mudanças climáticas.

A educadora ambiental Mylene Lyra, responsável pelo projeto, falado entusiasmo das crianças durante os cursos, em especial sobre o que estudou os hábitos de animais noturnos, ocasião em que as crianças dormiram no Forte.“Elas ficaram alucinadas. É interessante, porque isso estimula o instinto de preservação.Elas acabam tomando posturas de como cuidar e levam isso para frente. Assumem um compromisso com a preservação”.

Barco-escola

Apresentar os manguezais, as matas ciliares, a influência do oceano nestes ecossistemas, a beleza das nascentes - Bertioga possui mais de 300, todas em áreas de preservação ambiental-, para estudantes dos 4º e  5º ano da rede municipal, escolas particulares e de outras regiões, abordo de um barco com capacidade para 40 crianças. Esta é a proposta do projeto “Navegando pela sub-baciado Rio Itapanhaú”.

Foto: Arquivo JCN

De acordo com a educadora ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente Mylene Lyra, o roteiro, que será realizado três vezes por semana, com passeios de manhã e à tarde, num total de 80 crianças por dia, terá dois percursos, um com saí-da do Forte São João e o outro a partir do Parque Municipal Rio da Praia.

A viabilização do projeto, apresentado ao Fehidro (Fundo Estadual dos Recursos Hídricos), exige a contrapartida do município no valor de R$ 58 mil, por meio do Fundo Municipal do Meio Ambiente,para aquisição do barco tipo chalana com motor de 150 hps. O projeto total, que inclui capacitação de professores sobre os ecossistemas,tem custo de R$ 232 mil.   



Veja também

Reforma cria secretarias para atender à demanda

Turismo e habitação ganham destaque na administração municip...

2001

© 2018 Todos os direitos reservados ao Sistema Costa Norte Comunicação | Powered by Mundiware