Otimismo nas finanças - Sistema Costa Norte de ComunicaçãoBertioga-Especial | Sistema Costa Norte de Comunicação
Voltar para especial bertioga

É com esse entusiasmo que o atual secretário de Administração e Finanças, Francisco José Rocha, avalia a situação financeira do município, e garante que novo modelo administrativo deve baixar as despesas internas e liberar mais recursos para investimentos.

Foto: JCN

Com uma arrecadação de R$ 160 milhões e apenas R$ 60 mil de precatório, segundo Francisco Rocha, a prefeitura de Bertioga só tem um problema, o alto custo interno que,segundo o secretário, “consome a arrecadação”. “Da forma como a receita foi conduzida até agora, a capacidade de investimento é zero. Estamos trabalhando na readequação desse formato administrativo”, disse.

Entre as frentes de trabalho da secretaria está o contingenciamento do orçamento, de acordo com a receita, e a gestão compartilhada com as demais secretarias de governo. “Cada secretário fará a sua gestão de acordo com a verba disponibilizada. É ele que deve ver as prioridades de sua secretaria e, assim,evitar a sobra de saldos. Esse é um processo de maturação, onde cada qual é responsável pelos seus gastos”, disse.

O secretário destacou que no ano passado houve uma sobra de saldo no valor de R$ 16 milhões. “Isso equivale a 10% do orçamento atual, é muito dinheiro, o certo é passar com zero”. O saldo refere-se a valores vinculados às secretarias e que só podem ser gastos para aquilo que foram destinados. Caso não sejam utilizados no período, voltam para os cofres públicos até que sejam executados.

Foto: JCN

De acordo com José Francisco, a sua pasta também trabalha na elaboração de um novo Código Tributário, na revisão cadastral de imóveis e da Planta Genérica de Valores, que devem estar prontos até a segunda quinzena de outubro.José Francisco assumiu a pasta de

Administração e Finanças de Bertioga há três meses. É economista e já administrou sete prefeituras, sendo as maiores Diadema e Osasco. Com toda essa experiência ele destaca os números de Bertioga. “São R$ 160 milhões de arrecadação para um município com 50 milhões de habitantes, isso significa uma percapita de 3,5 mil por habitante. E a cidade não tem dívida, é maravilhoso. Não tem município com esse nível. Agora só precisamos diminuir o custeio e partir para o investimento”.  


Veja também

Bertioga foi escolhida para refúgio de poeta

A vida do poeta Vicente de Carvalho está estritamente ligad...

Bertioga-Especial

© 2018 Todos os direitos reservados ao Sistema Costa Norte Comunicação | Powered by Mundiware