Um projeto de futuro - Sistema Costa Norte de ComunicaçãoBertioga-Especial | Sistema Costa Norte de Comunicação
Voltar para especial bertioga

Se algo nos remete ao ideal de uma praia perfeita, sem dúvida é a infraestrutura da orla de sua cidade. Além do mar imenso e verde para nadar,e das areias claras e fofas para se estirar ao sol,nada melhor do que um espaço ao ar livre para passear, pedalar, correr, paquerar, ou apenas relaxar e admirar o ir e vir das pessoas.

Foto: Divulgação

E Bertioga pode entrar para o rol das cidades que oferecem esse privilégio a quem a frequenta. Com assinatura de um dos mais renomados arquitetos brasileiros, Ruy Ohtake, o projeto de revitalização da orla tem a audaciosa proposta de ser o primeiro jardim com intervenção artística à beira-mar do país.

A ideia é criar um grande tapete verde, dotado dos mais diversos equipamentos turísticos por toda a orla,desde o Jardim Veleiros (área central) até Boracéia (na divisa com São Sebastião), totalizando 33 km.

Foto: Divulgação

Orçada em R$ 6,5 milhões, a primeira etapa da obra, que se estende do Forte até o loteamento Vila Agaó, com equipamentos turísticos simples (veja quadro ao lado) já recebeu o sinal positivo do Departamento de Apoio e Desenvolvimento das Estâncias(Dade), órgão que libera recursos para equipamentos turísticos, desde que haja projetos e que estes sejam aprovados.

O pacote técnico desta primeira etapa, com orçamentos e aprovações legais, como da Cetesb e Ibama,entre outros, foi aprovado, e a liberação do recurso, no valor de R$ 7 milhões, publicada no Diário Oficial do Estado, dia 27 de março último. A verba disponibilizada é referente aos recursos do Dade 2008 e 2009.

Foto: Divulgação

Agora, segundo a arquiteta chefe da Seção de Habitação e Planejamento da prefeitura, Daniela Teixeira Mariano, o próximo passo é iniciar o processo de licitação para a escolha da construtora.“Essa etapa leva cerca de 90 dias, e a empresa ganhadora tem mais um prazo de 30 dias para iniciar as obras. Estamos tentando finalizar todo esse processo antes das eleições para iniciar ainda este ano. Depois de começada a obra, a previsão de entrega é de um ano e meio”, revelou.

Etapa seguinte

Foto: Divulgação

Um pouco mais arrojada, a segunda etapa do projeto, que abrange o trecho entre o Forte São João e o Jardim Veleiros, conta com estruturas de grande porte, como shopping, marina e iate clube, e propõe,ainda, o deslocamento do atracadouro da balsa e mercado de peixe, a serem recuados para o lado mais próximo ao Jardim Veleiros.

Apresentada oficialmente pelo arquiteto Ruy Ohtake, dia 16 de março, deve demorar um pouco mais para sair do papel, já que o orçamento do custo da obra (que não inclui o shopping e o iate clube)e demais detalhes técnicos, ainda estão em fase de elaboração.

Mas há razões para acreditar que a coisa vai andar. De acordo com Daniela Teixeira, a proposta do projeto está aprovada dentro do plano de trabalho de projetos turísticos para o estado de São Paulo e deve receber os R$ 5 milhões do Dade 2010, previsto para Bertioga. “O Dade também já autorizou a apresentação do pacote técnico desta segunda etapa, isto inclui Cetesb e Ibama”, informou Daniela Mariano.

A arquiteta adiantou que agora sua equipe trabalha no cálculo do custo da obra, que deve ser apresentado dentro do pacote técnico. “Essa etapa deve ter seu processo concluído, só a partir de dezembro e vamos ver se há a viabilidade de destinar os recursos do Dade  2011 para esta fase do projeto”, revelou.    


Veja também

Estado atravanca o progresso

O empreendedor Agildas Balzys é um bom exemplo de sucesso e...

Bertioga-Especial

© 2018 Todos os direitos reservados ao Sistema Costa Norte Comunicação | Powered by Mundiware