Rodrigues: orgulho em participar da história de Bertioga - Sistema Costa Norte de ComunicaçãoBertioga-Especial | Sistema Costa Norte de Comunicação
Voltar para especial bertioga

Único vereador a assumir a Câmara Municipal por cinco vezes consecutivas, acompanhando,portanto, o crescimento e as decisões políticas de Bertioga desde sua primeira legislatura, Antonio Rodrigues Filho diz que o segredo é ser simples,leal e não esquecer os verdadeiros valores de respeito, amor à família e à sua cidade que recebeu de seu pai e que norteia seu caminho até hoje. Nascido em Bertioga, ele se diz um verdadeiro caiçara que sente saudade da vida pacata da antiga vila onde todos se conheciam e podia, de criança, brincar e correr pela praia da Enseada, no Indaiá, onde a família reside até hoje.

Eleito em 1992, assumiu a vaga de vereador no ano seguinte, na administração de Mauro Orlandini com quem volta a trabalhar procurando a melhor direção para o futuro da cidade. Como atual presidente da Câmara conta com o apoio de seus colegas e tem como lema atuar em parceria como Executivo para atingir o desafio de ajudar no desenvolvimento sustentável de Bertioga. De seu primeiro mandato, no período de 1993 a 1996, ele lembra de algumas conquistas. “Começamos sem orçamento, sem saber o que era ser um vereador,um prefeito, mas trabalhamos para que Bertioga tivesse um futuro melhor”.

Foi naquela época que Bertioga conseguiu sua primeira clínica, construída no Indaiá, com a ajudado empresário Antonio Ermírio de Moraes que também cedeu todos os equipamentos. “Era uma clínica modelo que atraia gente de todos os municípios”. Foi nesse período também que a cidade ganhou o asfalto da Avenida Anchieta, do Indaiá até o centro, e a primeira escola em Boracéia. São conquistas do início da história de Bertioga que lembro com saudade”. 

Turismo, indústria do presente

Com o crescimento natural advindo de investimentos da construção civil, principalmente depois da implantação da Riviera de São Lourenço, Bertioga tornou-se uma cidade migratória.Hoje, mesmo com a crise no setor em função,inclusive, das novas legislações ambientais que são mais restritas em relação a liberação de novos empreendimentos, o vereador, que também atua no ramo imobiliário com sua família, afirma, com certeza, que a construção civil ainda é a alavanca de Bertioga. Segundo Rodrigues, o setor responde pela absorção de cerca de 60%dos empregos gerados na cidade. Porém, é o potencial turístico que desponta como grande gerador de empregos e renda. “ Eu achava que o turismo seria a indústria do futuro em Bertioga,mas ele é a indústria do presente que precisa ser implementada urgentemente”.

Para o vereador, “Bertioga é uma cidade cobiçada por todo mundo. Ficamos na Baixada Santista e somos porta de entrada para o Litoral Norte. É a única cidade em toda a região que ainda consegue se desenvolver dentro de um planejamento ambiental”. Mas para isso, um dos desafios da atual gestão é adequar as legislações municipais às exigências ambientais, criar novas leis dentro do que preconiza o Programa Município Verde, do Governo do Estado, que coloca condições para que o município possa, inclusive,receber verbas dos governos Estadual e Federal e até formalizar convênio para ser responsável por seu próprio licenciamento ambiental 

Novos investimentos

Toda essa adequação também passa pela revisão do Plano Diretor que, em 1998, quando foi aprovado,previa que o município atingiria 15% de seu território com a ocupação urbana, uma vez que 85% estão em Áreas de Preservação Permanente. Mas para ter um ganho ainda melhor na área ambiental, Rodrigues acredita que a cidade tem como se desenvolver e chegar até 13% dessa ocupação aumentando sua capacidade de áreas verdes. “Com a cidade preservada, podemos atrair investimentos diferenciados nas áreas do turismo ecológico, de negócios,esportes náuticos e radicais e ter competições em níveis nacional e internacional. Precisamos ter a consciência de desenvolver Bertioga como um todo assegurando-lhe o que é mais importante que é o trato na questão ambiental”.

Nessa linha de atuação, uma das propostas de Rodrigues é criar, por exemplo, um Ecopátio, um local para indústrias não-poluentes que poderiam ser atraídas ao município por meio de uma política de isenção de taxas municipais por um determinado período. Elas teriam o compromisso de contratar funcionários na Bolsa de Empregos do município.Outra possibilidade são projetos envolvendo a Parceria Público Privada(PPP) principalmente na área de eventos e turismo.Para o vereador, é preciso ter em mente que Bertioga é uma cidade possível, que tem condições de se desenvolver dentro de um planejamento. Afinal, segundo Rodrigues, Bertioga tem tudo o que precisa:mar, rios, matas, história, com o Forte São João, o mais antigo do País, e a Vila de Itatinga, um santuário ecológico onde funciona, desde 1910, a primeira usina hidrelétrica do Brasil que ainda abastece o porto de Santos. “Temos tudo aqui. Basta ter a certeza e consciência de trabalhar certo”.


Veja também

Contas equilibradas. Mas, já dá para investir?

Expectativa de arrecadação para este ano é de mais de R$ 290...

2012

© 2018 Todos os direitos reservados ao Sistema Costa Norte Comunicação | Powered by Mundiware