Riviera, projeto em expansão nos próximos 20 anos - Sistema Costa Norte de ComunicaçãoBertioga-Especial | Sistema Costa Norte de Comunicação
Voltar para especial bertioga

Com uma estrutura de dar inveja a muitas cidades por oferecer equipamentos de lazer, comércio, rede gastronômica, espaços culturais e esportivos e empreendimentos de alto padrão, a Riviera de São Lourenço atrai também pelos cuidados em preservar todo o empreendimento e os 4,5 km de praias em seu trecho de ocupação.A Riviera, que parece uma cidade dentro de Bertioga,começou a ser implantada em 1979 em parceria entre as empresas Sobloco Construtora S/A, Praias Paulista se Fazenda Acaraú em uma área total de 9 milhões de m²entre os bairros Indaiá e Jardim São Lourenço. O empreendimento tem sido realizado em etapas atendendo a demanda de crescimento do próprio município, mas está em fase de expansão. A previsão é a de que o projeto seja totalmente implantado nos próximos 20 anos, como explica o diretor de Marketing da Sobloco, Luis Augusto Pereira de Almeida.

Foto: JCN

CN- Quais os projetos de expansão da Riviera?

Luis Augusto: Temos um programa de continuidade do projeto aprovado no início dos anos 80 e que se consubstancia na venda de novos lotes residenciais. Hoje temos 2 mil casas e pretendemos construir de 800 a mil casas no módulo 1 onde também está previsto um hotel em uma área de 25 mil m², e cerca de 35 prédios no módulo 9. A Riviera sempre foi implantada por etapas. Primeiro fazemos toda infraestrutura, as obras de saneamento para depois,efetivamente, investir nas construções. Acho que dentro de uns 20 anos, a Riviera estará implantada totalmente.

Foto: JCN

Temos outros programas de ampliação no Shopping da Riviera, a construção da marina e das áreas comerciais. Acabamos de fazer o campo de golfe, que fica atrás do shopping com acesso pela avenida da orla, aberto aos interessados. Ainda não temos sede e o funcionamento é provisório, mas para as pessoas que querem tomar contato com o esporte, há um profissional que dá aulas de sexta a domingo.  

CN – Qual a capacidade da Riviera hoje?

Luis Augusto: A Riviera é um projeto muito sazonal como a própria cidade de Bertioga. Fora da temporada temos uma população equivalente a 1/5 da que frequenta a Riviera no verão. Nossa estimativa hoje é de 7 mil pessoas nos finais de semana normais, número que sobe para cerca de 15 mil a 20 mil nos feriados. Na alta temporada chega a 45 mil e até 60 mil pessoas. Com os imóveis que existem, a capacidade de absorção é de 60 a 65 mil,mas ainda temos outras áreas para a construção de imóveis residenciais

Foto: JCN

CN – E como está o projeto da marina?

Luis Augusto: Essa marina é o maior sonho da Riviera e acho que de Bertioga também. O projeto vem desde os anos 80 e tem sido aprofundado. Agora vamos submetê-lo a aprovações ambientais e será objeto de um EIA-Rima, um estudo de impacto ambiental. Vamos percorrer esse caminho primeiro para depois, se aprovado,realizarmos a obra. Esse equipamento não será da Riviera. Será um equipamento público que todos terão acesso, inclusive as pessoas de outras cidades. Será um ponto de serviços náuticos e atrativo turístico. O município vai ganhar imensamente em termos de mão-de-obra, impostos,projeção internacional. Pretendemos construir na marina um boulevard com restaurantes, lojas,enfim, um modelo internacional.

O Brasil tem muito potencial náutico e estamos querendo fazer uma marina ecológica, dentro dos conceitos modernos de atendimento nas questões de combustíveis, esgotamento sanitário, lixo. Todas essas questões estão sendo estudadas dentro decritérios detalhados e com o padrão da Riviera. As leis ambientais hoje são mais exigentes, mas não éum problema para nós porque acabamos nos adaptando e aperfeiçoando o projeto.

CN – A consciência empresarial está voltada para a sustentabilidade?

Luis Augusto: A Riviera se tornou referência em modelo de sustentabilidade. Sempre tivemos essa preocupação. O mundo caminha para esse empreendedor mais consciente. Aquele empresário predador é coisa do passado porque esse tipo de empresário não tem mais vez e não é mais aceito. Cabe também à municipalidade se entender comesse empresário consciente que está disposto a investir e cobrar dele as melhores soluções em relação às questões ambientais.Hoje realizamos o maior programa de flora e fauna do Brasil como compensação ambiental.Compramos 2 milhões de m² fora da Riviera para fazer a compensação das áreas que vamos utilizar nos novos lotes. Aprovamos uma área de soltura de toda a fauna e estamos expandindo esse trabalho.Temos 180 pessoas catalogando todas as espécies da flora e fauna. É o maior projeto de manejo da Mata Atlântica no Brasil que tem acompanhamento do Ibama e Deprn. Já gastamos muito no projeto, cerca de R$ 10 milhões, e o retorno ao empreendimento é a perpetuação da gestão de sustentabilidade.

Foto: JCN

Qualidade de Vida: aspecto fundamental

A preocupação com a preservação ambiental levou a Sobloco Construtora a investir em equipamentos de última geração e em obras de infraestrutura de saneamento básico tornando-a pioneira na implantação de inúmeros projetos. Entre eles, o sistema de tratamento de água, monitorado pelo Laboratório de Controle Ambiental que garante a eficiência de todo o processo. Merece cuidado especial também a Estação de Tratamento de Esgoto que fica a quatro quilômetros da praia para onde é destinado o esgoto coletado na Riviera. A estação é formada por lagoas anaeróbicas e facultativas e utiliza um processo 100% natural que resulta da simbiose entre bactérias e algas.

Já o Programa de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos reduz a quantidade de resíduos gerados destinados ao aterro sanitário de Bertioga. O programa de reciclagem do lixo envolve a comunidade local. Para garantir a eficiência dos serviços, do atendimento e até da segurança, inclusive patrimonial, a ação da Sociedade Amigos da Riviera de São Lourenço tem sido fundamental para ajudar a manter a qualidade ambiental do empreendimento.

A preocupação com as áreas verdes fez a Sobloco lançar em 1984 o Manual de Convivência com a Flora e Fauna da Riviera de São Lourenço, a criar seu Viveiro de Mudas em uma área de 20 mil m² que garante a ornamentação de praças e ruas como cultivo da vegetação local. Além de trabalhos com capacitação de mão-de-obra e atividades culturais e recreativas pela Fundação 10 de agosto, a Riviera investe muito na educação ambiental em programas realizados junto à comunidade escolar de Bertioga. Os projetos têm envolvido milhares de crianças e jovens que passaram a entender e respeitar o meio ambiente e a se tornarem multiplicadores na luta pela preservação da natureza.   


Veja também

Bertioga foi escolhida para refúgio de poeta

A vida do poeta Vicente de Carvalho está estritamente ligad...

Bertioga-Especial

© 2018 Todos os direitos reservados ao Sistema Costa Norte Comunicação | Powered by Mundiware