A cidade que emergiu da fortaleza - Sistema Costa Norte de ComunicaçãoBertioga-Especial | Sistema Costa Norte de Comunicação
Voltar para especial bertioga

Diferentemente de grande parte das cidades brasileiras, o povoado que deu origem ao município de Bertioga não se desenvolveu ao redor de sua igreja matriz. O marco zero da cidade é o Forte São João, cuja construção, em 1531, foi responsável pelo surgimento do primeiro núcleo populacional. A trajetória da formação de seu território, que hoje se estende de Caiubura a Boraceia, está diretamente ligada ao processo de colonização do Brasil. Figuras épicas como Martim Afonso de Sousa, João  Ramalho, Cunhambebe, os irmãos Braga, José de Anchieta e Hans Staden protagonizaram momentos históricos, cujos cenários são as areias da antiga Buriquioca. 

Foto: Renata de Brito

Por questões estratégicas de proteção, este aldeamento original prolongou-se até o outro lado da barra, onde se ergueu o Forte São Felipe, e ainda hoje é possível encontrar vestígios da Ermida de Santo Antônio do Guaibê. Foi ali que, no início do século XVII, instalou-se a Armação das Baleias, local de beneficiamento de produtos extraídos destes grandes mamíferos cetáceos capturados na região. O óleo extraído das espessas camadas de gordura das baleias foi, durante anos, produto altamente cobiçado. O azeite produzido em Bertioga contribuiu, por algum tempo, para iluminar as cidades de Santos, São Vicente, São Paulo, São Sebastião e até algumas regiões do Rio de Janeiro. Com o declínio da indústria baleeira, alguns sitiantes instalaram-se às margens do canal, dando início a pequenas plantações de banana, criação de porcos e modestos núcleos pesqueiros.

Foto: Marcos Pertinhes

 Dona de um crescimento anual assustador, de 3,4%, segundo a Fundação Seade, Bertioga nem de longe se parece com a pacata vila de pescadores de um século atrás, embora tenha mantido suas tradições. Foram anos de estagnação, restrita ao lugarejo que se formou nos arredores do Forte São João, até conquistar a condição de Distrito de Paz, em 1930, e subprefeitura de Santos, em 1944. 

Emancipada em 1991, a antiga vila histórica de Bertioga tornou-se o centro da cidade, lugar no qual é possível vivenciar a marcante dicotomia entre passado e presente: de um lado o Forte São João, símbolo máximo da era colonial, e, do outro, a orla da praia da Enseada, colorida pelas obras arrojadas do arquiteto Ruy Ohtake. As transformações urbanísticas sofridas no bairro nos últimos anos são apontadas como o divisor de águas do desenvolvimento de Bertioga como balneário turístico. A cidade cresceu, tomou corpo, e hoje é apontada como uma das cidades mais promissoras do litoral paulista, atraindo investidores principalmente da área da construção civil. 

Foto: Marcos Pertinhes

Ano passado, pela segunda vez consecutiva, a cidade foi destaque da revista Exame como um dos 100 municípios brasileiros de maior valorização imobiliária. O motivo, segundo especialistas, foram os recentes investimentos públicos em segurança e infraestrutura urbana e viária. Somente no trecho inicial da orla da praia da Enseada, entreo Forte e o bairro Maitinga, foram aplicados cerca de R$ 16 milhões, provenientes do Departamento de Apoio ao Desenvolvimentodas Estâncias (Dade).

As obras, iniciadas em 2011, transformaram a orla no primeiro jardim com intervenção artística à beira-mar, e incluem, além do projeto assinado por Ruy Ohtake, serviços de drenagem e pavimentação, reconstrução da pista de skate João Ferreira Mathias dos Santos, quadra de streetball, pista de patinação, novo calçamento, postos de observação do Corpo de Bombeiros, academias de ginástica, playgrounds, novo paisagismo e iluminação, pavimentação e sinalização viária no trecho da avenida Thomé de Souza, entre a rua Francisco Pinto e avenida 19 de Maio (Albatroz); e também a execução do paisagismo no jardim e a construção de áreas de convivência, no trecho que vai da avenida 19 de Maio até a rua Hugo Santos Silva, no bairro Maitinga (antiga Vila Agaó).

Foto: JCN

Os investimentos em infraestrutura têm ocasionado grandes transformações no perfil urbanístico da cidade. A orla da praia da Enseada passou por visível verticalização, o que tem mudado o padrão dos empreendimentos que emergem em diferentes pontos à beira-mar e entorno. 

Expedito Honório, da Incorporadora Mare, revela que as melhorias ocorridas nos últimos anos têm sido um atrativo importante para novos investidores, e que foram fundamentais na hora de escolher um local para seu novo empreendimento. Com um edifício residencial em fase de construção na orla, em área próxima ao Forte São João, o empresário, que investe em Bertioga desde 1995, pretende atender a população local e, principalmente, o turista que busca na cidade o lugar ideal para veraneio.

Foto: Foto Nativa

Ele considera o município bastante promissor e dono de potencialidades inigualá- veis em comparação às demais cidades da região. Diz ele: “Bertioga reúne vários fatores positivos ao empreendedorismo em geral, mas, notadamente no setor imobiliário, destacam-se a proximidade com a Grande São Paulo, o fácil acesso e suas belezas naturais conciliadas ao desenvolvimento urbanístico”. Aos poucos, os bairros também ganham novos contornos. Em um projeto da prefeitura, iniciado no ano passado, mais de 50 ruas centrais estão em processo de asfaltamento e benfeitorias, que influenciam diretamente na valorização dos imóveis e na qualidade de vida das pessoas. O investimento na obra é de mais de R$ 30 milhões, provenientes de verbas municipais, conquistadas por meio de financiamento do programa Pró-Transporte, com recursos do FGTS. De acordo com o prefeito Mauro Orlandini, o próximo passo será iniciar melhorias em outros bairros que já estão recebendo rede de esgoto.  


Veja também

Dia do sim será comemorado com extensa programação

Bertioga está comemorando hoje, dia 19 de maio, três anos d...

1994

© 2018 Todos os direitos reservados ao Sistema Costa Norte Comunicação | Powered by Mundiware