Itatinga, sonho, por enquanto, inacessível Conhecer - Sistema Costa Norte de ComunicaçãoBertioga-Especial | Sistema Costa Norte de Comunicação
Voltar para especial bertioga

Inaugurada em 1910, entre o rio Itapanhaú e as montanhas de 730 metros de altura da Serra do Mar, em área adquirida da antiga Fazenda Pelaes, a Usina Hidrelétrica de Itatinga e a Vila de Itatinga já foram grandes atrativos do turismo de Bertioga, até 2012. Há expectativa de que a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), sua proprietária, concorde em reabrir esse patrimônio histórico à visitação, o que vem sendo tentado por vários canais políticos. A usina continua ativa, e abastece o porto de Santos, mas, hoje, poucos moradores habitam a vila, que só recebe visitantes na festa de aniversário do Itatinga Futebol Clube, em 7 de setembro.

Foto: Pedro Rezende


É encantadora a atmosfera criada pela arquitetura inglesa na vila composta por 70 casas, distribuídas em uma única rua, na qual também funcionavam escola, posto médico, padaria, cinema e teatro, além da graciosa capela Nossa Senhora da Conceição. Chegar lá já é um passeio, que começa no portinho de Itatinga, no rio Itapanhaú, no fim da rua Manoel Gajo, a bordo de um barco que deixa os passageiros em outro portinho, na margem oposta do rio. Lá, embarca-se em um bonde que percorre, em meia hora, os 7,5 quilômetros da via férrea até a vila. E depois segue até a usina onde é processada a água do rio Itatinga, que brota no alto da montanha.


A vila constituía-se, também, em um ponto de partida para outras aventuras oferecidas por muitas agências turísticas, como as trilhas das Ruínas, da Captação, e a dos Três Poços, mais o Caminho de Pedra, da planície ao topo da Serra do Mar, com deslumbrantes vistas, primeiro, dos rios Itapanhaú e Itatinga, e, ao fim de três horas de caminhada, de Bertioga até o arquipélago Alcatrazes, em São Sebastião.

Foto: Pedro Rezende


Hoje nada disso é possível, dada a localização dessas atrações, em áreas do Parque Estadual da Restinga de Bertioga (Perb), dentro do qual Itatinga está, mas em área de concessão, e dentro do fronteiriço Parque Estadual da Serra do Mar, que atualmente não oferece trilhas abertas ao público.

Foto: Pedro Rezende


Por enquanto, resta esperar pela concretização do plano de manejo do Perb, que abrirá mais áreas ao público, e pela oferta de trilhas regulares no Parque da Serra do Mar. Além de torcer para que a Codesp ceda aos apelos e libere Itatinga para visitação. Mas, atualmente, dá para chegar bem perto da vila, visitando o Sítio Vergara, também parte da antiga Fazenda Pelaes, que foi grande produtora de banana, como toda a região, entre os anos 1930 e 1970 (veja matéria sobre agências, monitores e passeio na página 64).



Veja também

Promoção: Concurso Cultural Bertioga na Essência

A promoção que leva 11 ganhadores a passeios incríveis...

#vivabertioga

© 2018 Todos os direitos reservados ao Sistema Costa Norte Comunicação | Powered by Mundiware