São Lourenço - Sistema Costa Norte de ComunicaçãoBertioga-Especial | Sistema Costa Norte de Comunicação
Voltar para especial bertioga

Um bairro planejado e aberto ao público ou um condomínio fechado? Há quem ainda tenha essa dúvida. Mas, agora, com o abairramento, deve ficar claro que o empreendimento Riviera de São Lourenço, implantado em 1979, antes erroneamente denominado como um condomínio localizado no bairro São Lourenço, agora se trata do bairro Riviera.


Voltado para uma bela praia de águas claras e mansas, a Riviera, com seus 9 milhões de metros quadrados é um bairro apaixonante,cheio de atrações o ano inteiro, como shows musicais, exposições e atividades esportivas. Restaurantes, bares, shopping, livraria, danceteria, flats, resorts e áreas de encontro e lazer combinam arrojo e sofisticação em meio ao verde exuberante da Mata Atlântica.

Foto: Shin Shikuma


Um dos mais modernos centros de turismo do país destaca-se por não prever uma avenida à beira-mar, como na maioria das cidades litorâneas. Diferentemente, o projeto reservou grandes áreas verdes de frente para o mar, além de alamedas, avenidas e praças com um paisagismo exuberante. Para se ter uma ideia, as áreas verdes somam 30% do empreendimento.


Cerca de três mil pessoas residem no charmoso bairro. Nos finais de semana, esse número sobe para 10 mil e, na temporada, chega a mais de 45 mil pessoas. O empreendimento conta com total infraestrutura de serviços, como saneamento básico, coleta seletiva de resíduos sólidos, bancos, escolas, segurança particular, entre outros, administrados pela Associação dos Amigos da Riviera de São Lourenço (AARSL), o que lhe garante autonomia e o eleva a um patamar de excelência em qualidade de vida e turismo, numa perfeita simbiose entre o desenvolvimento e a preservação ambiental.

Foto: Shin Shikuma


Morador da capital, atualmente o engenheiro civil Luiz Dias Patrício, 54 anos, possui uma propriedade na Riviera, depois de frequentar o lugar como veranista desde 1992. Ele e sua família percorreram várias outras praias do litoral norte, mas foi pela Riviera que realmente se encantaram. “Frequentávamos Juquehy, a cidade de Ubatuba e várias outras praias do litoral, mas, em todas elas faltava exatamente o que a Riviera propicia, que é essa infraestrutura, o cuidado todo, enfim, toda essa parte que dá esse conforto para a gente”, disse.


Para Dias, a AARSL pode ser comparada a um poder público que realmente funciona. “Tudo é a questão do dinheiro que você emprega. Nós pagamos a associação, que não deixa de ser como um imposto, mas que é revertido para a gente por meio de segurança, limpeza, do fornecimento de água... É isso que as pessoas esperam. Pelo menos isso é caracterizado dentro da Riviera”. Luiz só lamenta que outros lugares não tenham a mesma qualidade. “É uma pena que os outros não possam ter o mesmo retorno que nós temos aqui”.

Foto: Kayo Martins


O empresário Roberto Morethison, 63 anos, é morador da Riviera há 14 anos, e diz estar satisfeito com a aquisição do imóvel no bairro: “A Riviera proporciona, para mim e para minha família, segurança, uma infraestrutura de compras e lazer, e uma praia absolutamente limpa. Tudo isso, para o padrões brasileiros, é muito superior ao que se vê normalmente em outros lugares. O principal motivo que atrai as pessoas é exatamente esse”.

Mas ele faz algumas considerações negativas referentes ao uso da praia. “Os condomínios se apossaram dos espaços na praia, muitos deles colocam barracas enormes, outros colocam cadeiras e guarda-sóis desnecessariamente, tendo ou não condômino na praia. A Riviera tem menos problemas que outras praias devido à infraestrutura que já existe, porém está progressivamente absorvendo problemas de outras praias, por causa do excesso de pessoas nas areias, no shopping, nas ruas, no trânsito”, afirma referindo-se ao período de temporada. 

Foto: Kayo Martins


O gerente predial Irineu Almeida, 40 anos, mora e trabalha há mais de 11 anos no empreendimento. Escolheu a Riviera para fugir do estresse e do trânsito da capital. “A Riviera é ideal para as pessoas que querem viver em um ambiente calmo, tranquilo e sossegado com sua família. Não me mudaria daqui, muito menos pra voltar à capital. A Riviera me ofereceu o necessário. Apesar de outros lugares estarem se adequando ao modelo do bairro, não vejo uma comparação com outras cidades.”


Responsabilidade social


O bairro Riviera conta também com trabalhos de responsabilidade social, educação ambiental e programas socioeducativos, como os projetos Clorofila e Vida Saudável, além da Fundação 10 de Agosto. O projeto Clorofila nasceu em 1997 e tem como meta a educação ambiental nas escolas do município. Já o programa Vida Saudável foi criado e coordenado pela Associação dos Amigos da Riviera há mais de 10 anos e atendeu, desde então, aproximadamente três mil crianças e adolescentes em sua programação socioeducativa, cultural, esportiva e recreativa. A Fundação 10 de Agosto, por sua vez, é uma entidade civil constituída em 1993, voltada para a educação e qualificação profissional.


Projeto pioneiro


O mais completo e ousado plano urbanístico do Brasil, único no mundo a conquistar a certificação do ISO 14001, começou a ser planejado em 1978 quando Bertioga era apenas uma grande porção de Mata Atlântica inexplorada. Em 1979, teve início a construção do empreendimento: materiais e funcionários levavam horas para chegar até o canteiro de obras, seguindo por terra e praia depois de atravessar a balsa Santos/Guarujá. A construção da Mogi-Bertioga, em 1982, e as inaugurações da rodovia Rio-Santos e da ponte sobre o rio Itapanhaú, em 1985, possibilitaram maior agilidade no desenvolvimento do projeto.


Veja também

Amor à primeira visita, e para sempre

Histórias de quem conheceu Bertioga, apaixonou-se, e aqui de...

2019

© 2018 Todos os direitos reservados ao Sistema Costa Norte Comunicação | Powered by Mundiware